CIRCUITO BOI VERDE DE JULGAMENTO DE CARCAÇAS

CIRCUITO BOI VERDE DE JULGAMENTO DE CARCAÇAS

O Circuito Boi Verde de Julgamentos de Carcaças 2017, fechou o ano com análise de 6.015 animais em 8 etapas realizadas, por cinco estados do país: Espírito Santo (Colatina – 2 etapas), Goiás (Mineiros), Mato Grosso (Tangará da Serra), Mato Grosso do Sul (Bataguassu e Naviraí) e Rondônia (Vilhena e Chupinguaia).

O circuito originou-se através da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil, com a ideia de incentivar a produção eficiente e valorizar os produtores de Nelore que se destacam, o circuito e julgamento de carcaças teve grandes parcerias como os frigoríficos Marfrig, JBS e Frisa. As avaliações das carcaças que aconteceram nas etapas do Circuito 2017 evidenciaram a evolução daraça Nelore, segundo nota divulgada nesta semana pela ACNB.

Os animais em grande parte, apresentaram-se jovens, pesados e com acabamento de gordura ideal. A qualidade dos animais é evidenciada pela pouca diferença nas pontuações dos primeiros colocados. A Fazenda São Marcelo, Jurena – MT, foi a grande ganhadora do Circuito Boi Verde 2017, acumulando 11.358,67 pontos – a propriedade foi a terceira colocada em 2015 e 2016. A Fazenda Santa Bárbara e Rancho Seco, de Sandra Maria Massi, de Ivinhema – MS, campeã do circuito Boi Verde 2016, neste ano ficou com o 2° lugar, totalizando 11.309,20 pontos.

A Terceira posição foi da Campanário Agropecuária, de Laguna Carapã – MS, com 11.223,15 pontos. No total, 35 propriedades participaram do circuito. Leone Furlanetto, gerente de pecuária da fazenda São Marcelo, demonstrou preocupação em cada ano melhorar ainda mais o evento: “O Resultado do Circuito Boi Verde é reflexo do trabalho de São Marcelo, que começa na cria, passa pela recria e finaliza na terminação, envolvendo todo sistema de produção da propriedade.

Todos os animais levados para avaliação ainda tinham dentição de leite (0 dente), precoces, com acabamento impecável e na faixa de peso desejável. A cada ano, procuramos fazer algo diferente, para melhorar e estar sempre na cabeceira dessa iniciativa importante para ACNB.” No campeonato “Melhor compra de Gado”, a unidade de Bataguassu (MS) do frigorífico Marfrig foi a vencedora. O resultado desse campeonato é apurado considerando-se o número de animais participantes da etapa e a média de pontos alcançada pelos lotes durante a avaliação das carcaças. O frigorífico que realizou o maior número de etapas (4) e mais comprou animais Nelore avaliados pelo Circuito Boi Verde, foi a Marfrig, com 2.587 cabeças. A JBS ficou em 2° lugar, com duas etapas de 1.930 animais comprados.

O Frisa realizou duas etapas com o total de 1.498 animais. Em entrevista, Guilherme Alves, gerente de produto da ACNB, afirmou: “Presenciamos criadores preocupados em produzir de forma eficiente e rentável, através de animais nelore jovens, pesados e com a cobertura ideal na carcaça. Esse é um dos principais objetivos do circuito, mostrando que o nelore pode produzir carne de altíssima qualidade”. Entre os animais abatidos no Circuito Boi Verde 2017, 73,5% possuíam até dois dentes incisivos permanentes, sendo que 34,3% tinham apenas dentes de leite (0 dente incisivo permanente). Em termos de peso, 90,1% dos animais tinham mais de 18@. Na avaliação de acabamento de gordura, 65,4% tunham escorre mediano de gordura. O Circuito Boi Verde 2017 teve seu encerramento com a etapa na unidade da Marfrig em Bataguassu – MS, onde foram abatidos 1.213 animais, sendo 562 com dentes de leite (46,3%), 959 animais com 18 a 22@ de peso (79,1%) e 881 com acabamento mediano de gordura (72,6%).

A Campanário Agropecuária, de Laguna Carapã – MS, foi a vencedora da etapa. “O Circuito Boi Verde comprova que a raça Nelore, predominante no Brasil, vem evoluindo de maneira incrível. A Campanário não busca somente o prêmio, mas a realização de um bom trabalho, colocando no mercado gado nelore de alta qualidade”, afirmou Gentil Fernandes, gerente de pecuária da fazenda de Campanário.

A ACNB já prepara o calendário de etapas do Circuito Boi Verde de Julgamento de Raças 2018. Unidades frigoríficas e produtores interessados em participar, podem contatar a entidade para pré- agendar suas participações. “Temos a intenção de expandir as avaliações para mais localidades. Tanto produtores como representantes de indústrias frigoríficas podem entrar em contato com a gente e propor a realização de etapas do circuito”, explicou o gerente técnico administrativo da ACNB, Marcos Pertegato.

A ação pode contar também com o apoio da DSM Tortuga, que premiou os melhores colocados emde cada etapa e premiará o primeiro colocado do Campeonato Melhor Lote de Carcaças do Circuito, com 3 toneladas de produtos para a Nutrição Animal de Bovinos e Corte. Para mais informações sobre o Circuito Boi Verde, acesse: www.nelore.org.br ou telefone (11) 3293- 8900.

Posts Relacionados